IBM utiliza água para refrigerar seus processadores 3-D

6/6/2008 15:15
Redação


A construção do processador em camadas também permite a elevação do número de canais de comunicação interna do chip

A construção do processador em
camadas também permite a elevação do número de canais de comunicação interna do chip

A refrigeração a água é indispensável para os supercomputadores e já vem ganhando popularidade também para os computadores de mesa, graças à disponibilidade comercial de equipamentos que permitem a substituição dos tradicionais coolers por verdadeiros “radiadores de computador”.

A IBM resolveu levar a idéia da refrigeração a água um passo adiante, e desenvolveu uma tecnologia que permite que a água circule internamente no processador e não sobre sua superfície, divulgou o site Inovações Tecnológicas.

Desenvolvida em conjunto com o Instituto Fraunhofer, da Alemanha, a tecnologia é aplicável aos chips 3-D, consistindo em uma série de canais situados entre as camadas do chip tridimensional, por onde a água flui.

Os chips tridimensionais da empresa ainda estão em fase de pesquisa. Enquanto os componentes eletrônicos dos chips tradicionais ficam uns ao lado dos outros, no processador tridimensional esses componentes são empilhados, o que diminui a distância a ser percorrida pelos sinais digitais em até 1.000 vezes.






Os comentários às matérias e artigos aqui publicados não são de responsabilidade do Correio do Brasil nem refletem a opinião do jornal.

Deixe um comentário