São Bernardo apresenta reestruturação do transporte coletivo em consulta pública

A reestruturação do transporte coletivo de São Bernardo do Campo foi discutida nesta quinta-feira (19/04) durante consulta pública, com a população, no Salão Nobre do Paço Municipal. No evento, que contou com a presença do prefeito, foi apresentada a segunda etapa do Programa de Transporte Urbano (PTU), que inclui, entre outras melhorias, os projetos de priorização da circulação dos ônibus em 11 corredores da cidade e de quatro terminais previstos para serem construídos.

A realização da consulta com a população, porém, é uma das etapas exigidas para que São Bernardo obtenha o financiamento de US$ 125 milhões do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), necessário para execução das intervenções. A assinatura do contrato está prevista para ocorrer até setembro e a próxima visita técnica do banco deve acontecer até maio com a finalidade de análise e a viabilidade do programa.

Na oportunidade, o secretário de Transportes e Vias Públicas apresentou três intervenções importantes, com projetos executivos finalizados, que são os corredores Alvarenga, Senador Vergueiro e João Firmino. Os locais foram escolhidos por apresentarem grande demanda do transporte coletivo e ainda serão analisados pelo BID.

“Nossa intenção é que a utilização do transporte, tanto individual como coletivo, seja aliviado na região do Paço Municipal”, esclareceu o chefe da Pasta. Ele ainda afirmou que a expectativa é que 10% a 15% da população deixem os veículos em casa e passem a utilizar o transporte coletivo, que funcionará nos corredores com uma média de 25 km por hora.

A proposta para a Estrada dos Alvarenga e João Firmino é a implantação de um corredor com faixa exclusiva para os ônibus com pontos de paradas no canteiro central, bem como ciclovias. Já na Avenida Senador Vergueiro, em alguns trechos os ônibus terão circulação compartilhada com o tráfego local, que terá apenas uma faixa de circulação.

De acordo com o chefe do Executivo, as intervenções do PTU fazem parte do planejamento que está sendo executado em toda a cidade. “A mobilidade é fundamental. Estamos realizando um processo de transformação no município que precisa, além de intervenções físicas, do envolvimento da população”, disse.

Novas Estações – O programa também contempla duas estações de conexões, sendo uma na Estrada dos Alvarenga e outra entre a Estrada Galvão Bueno e a Avenida Maria Servidei Demarchi, que terão como função facilitar a transferência dos usuários entre as principais linhas dos corredores. Ainda está previsto a construção de quatro terminais, com bicicletários, nas regiões do Alvarenga/Alves Dias, Batistini, Vila São Pedro e Parque Selecta.

Também haverá a instalação de um sistema integrado de monitoramento e comunicação, além da complementação do sistema semafórico, que tem como objetivo garantir maior fluidez do transporte coletivo e ao tráfego de veículos nas principais ruas do Centro da cidade.