Presidente do Conselho Europeu pede reestruturação orçamentária dos países da zona do euro

Da Agência Lusa

Brasília – O presidente do Conselho Europeu, Herman van Rompuy, disse hoje (17) que a “inevitável” reestruturação orçamentária dos países em dificuldades financeiras deve promover maior crescimento econômico e a criação de emprego.

“Temos de juntar esforços na União Europeia [UE] para evitar um atraso grande no crescimento e perseguir uma política de estabilização da zona do euro. Devemos assegurar que a inevitável reestruturação orçamentária promova o maior crescimento e a criação de emprego”, disse Rompuy em Bruxelas, ao final de uma conferência social tripartite para o crescimento e emprego, na capital da Bélgica.

Rompuy, que definiu como “essencial” o diálogo social em cada país, realçou que o modelo europeu está baseado no “maior consenso possível” entre todas as partes, sempre com o objetivo de assegurar a estabilidade financeira da zona do euro para, com isso, garantir crescimento econômico e criação de emprego.

“A UE não está sozinha nos problemas de crescimento”, lembrou Rompuy, destacando que “os principais atores globais” estão sendo confrontados com problemas de déficit, crescimento econômico lento, ou inflação.

“Todos temos de colocar as nossas casas em ordem e trabalhar em conjunto”, disse o presidente do Conselho Europeu.

“O emprego e crescimento são parte de uma estratégia global e são, ao mesmo tempo, o nosso principal objetivo. Tudo está ligado, tudo está em tudo e vice-versa”, reiterou.

A conferência social tripartite para o crescimento e emprego é realizada desde 2003, pelo menos uma vez por ano, juntando à mesa a Comissão Europeia, o Conselho  Europeu e os parceiros sociais, representados ao mais alto nível por duas delegações, cada uma com dez representantes dos trabalhadores e do patronato.