Mesmo sob sanções, Irã anuncia aumento da produção de urânio enriquecido a 20%

Da Agência Lusa

Brasília – O governo do presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, anunciou hoje (8) que vai produzir urânio enriquecido a 20% nas instalações de Fordoo, no Sul do país. A ideia é triplicar a capacidade de produção, apesar das pressões e sanções internacionais aos iranianos. Desde junho de 2010, o Irã está submetido a restrições internacionais por suspeitas de que o programa nuclear desenvolvido no país tenha fins não pacíficos.

“Sob controle da Agência Internacional de Energia Atômica [Aiea], vamos este ano transferir as nossas atividades de enriquecimento de urânio a 20% das instalações de Natanz para as de Fordoo e multiplicar por três a nossa capacidade de produção”, afirmou o diretor da Organização Iraniana de Energia Atômica, Fereydun Abbassi Davani.

Para o governo da França, a decisão é uma provocação ao Ocidente. “[A decisão] reforça as preocupações da comunidade internacional face à intransigência do regime iraniano e às suas constantes violações do direito internacional”, disse o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros, Bernard Valero.

O Irã produz urânio enriquecido a 3,5% em Natanz e começou a enriquecê-lo a 20% em fevereiro de 2010. O urânio enriquecido a 20%, segundo especialistas, pode servir para produzir combustível.