CAp-Uerj prepara ações para cotistas em 2014

8/5/2013 10:42
Por Redação, com ACS - do Rio de Janeiro


O corpo docente do Colégio de Aplicação da Uerj (CAp-Uerj) se prepara para colocar em prática, em 2014, a legislação que prevê reserva de 20% das vagas a estudantes carentes

O corpo docente do Colégio de Aplicação da Uerj (CAp-Uerj) se prepara para colocar em prática, em 2014, a legislação que prevê reserva de 20% das vagas a estudantes carentes

O corpo docente do Colégio de Aplicação da Uerj (CAp-Uerj) se prepara para colocar em prática, em 2014, a legislação que prevê reserva de 20% das vagas a estudantes carentes que cursaram o ensino público; 20% para negros, pardos e índios; 25% a filhos de servidores da Uerj (Universidade do Estado do Rio); e 5% a pessoas com algum tipo de deficiência. Entre os projetos da diretoria, está promover aulas de nivelamento e de reforço para receber os novos
estudantes.

Com 1,1 mil jovens nos ensinos Fundamental e Médio, o colégio recebe 120 novos alunos por ano através de sorteio e por meio do processo seletivo com provas. Atualmente, 67 estudantes do CAp-Uerj entraram pelos sistemas convencionais, mas têm “necessidades sociais”, geralmente relacionadas à baixa renda e ao desemprego de pais e responsáveis.

Segundo a vice-diretora da instituição, Maria Beatriz Porto, parte dos recursos do Sistema de Desembolso  Descentralizado (Sides) é concedido pela Universidade do Estado para manutenção do colégio, custeio da alimentação
e transporte de alunos com “necessidades sociais”.

– Acreditamos que, sendo implantadas as cotas, a Uerj elabore uma política para lidarmos com as necessidades
específicas destes estudantes. Será um desafio para nós, mas vamos nos adaptar e manter a excelência da instituição – disse a vice-diretora.






Os comentários às matérias e artigos aqui publicados não são de responsabilidade do Correio do Brasil nem refletem a opinião do jornal.

Deixe um comentário