Ataques sobre a Líbia continuam hoje, diz França

Da Agência Lusa

Brasília – O ministro das Relações Exteriores da França, Alain Juppé, disse hoje (24) que a coalizão internacional – liderada pelos Estados Unidos, a França e o Reino Unido – vai  “prosseguir com os ataques aéreos” na Líbia. “Vamos prosseguir os bombardeios aéreos”, disse ele, informando que os alvos são apenas militares. “Vai continuar o tempo necessário”, afirmou, acrescentando que as operação têm sido  “um êxito”.

De acordo com Juppé, o objetivo é “proteger as populações civis”. O ministro negou que civis tenham sido atacados.  “É exatamente o contrário”. Autoridades líbias informam que os bombardeios da coalizão atingiram ontem (22) à noite um bairro residencial, causando mortes entre civis. Autoridades norte-americanas e francesas negam a informação.

O ministro da França defendeu que a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) passe a coordenar as ações na Líbia. Por enquanto, a organização faz apenas a segurança marítima. O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, também se disse favorável ao comando da Otan.

Tiros da defesa antiaérea e diversas explosões foram ouvidas nesta manhã em Trípoli, marcando o sexto dia da ofensiva da coalizão internacional. A defesa contra aeronaves entrou em ação por volta das 4h30, segundo relatos.

A coalizão fez, ontem à noite, vários bombardeios aéreos sobre Trípoli, tendo sido ouvidos tiros e o barulho dos caças que sobrevoaram a cidade. Também durante a noite, foi registrada forte explosão numa base do Exército líbio na região de Tajura, a 32 quilômetros a leste da capital, segundo testemunhas.

 

Internacionalataquesfrançalíbia» Leia também:

União Europeia aprova restrições às empresas de petróleo da Líbia

Na Líbia, oposição elege presidente provisório e responsável pelo Conselho Nacional de Transição

ONU prepara carregamentos de ajuda humanitária para enviar às fronteiras da Líbia

EUA, França e Reino Unido querem Otan com papel “fundamental” na Líbia